Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fundação Nadir Afonso

NADIR AFONSO - laurafonso@sapo.pt

Fundação Nadir Afonso

NADIR AFONSO - laurafonso@sapo.pt

17
Out13

«Nadir Afonso - Arte, Estética e Teoria» de António Quadros Ferreira.

Laura Afonso


Edições Afrontamento.

«Nadir Afonso desenvolveu, já, uma obra teórica de excepcional relevância. Obra teórica que se liga à sua produção enquanto pintor e que se integra num ideário mais universal. Com efeito, Nadir Afonso não deixa de ser uma figura controversa, na medida em que o seu pensamento não é de natureza convencional»
© António Quadros Ferreira.



12
Out13

Trecho de «As Artes - Erradas Crenças e Falsas Críticas. The Arts - Erroneous Beliefs and False Criticisms»

Laura Afonso

 Imagem de uma gaveta com desenhos.

 

«Aquela diferença entre perfeição — qualidade assente em princípios variáveis no espaço e no tempo — e harmonia — qualidade quantitativa assente em princípios universais, exactos e constantes, é exaustivamente tratada nos nossos trabalhos. Apenas sublinhamos que a distinção fenomenal não reside nos objectos (razão pela qual a fenomenologia dos filósofos, não se apercebendo dela, reduz perfeição e harmonia no mesmo ideal imanente do espírito do sujeito) mas nas condições de existência anteriores aos objectos … enquanto na realidade, estes são apenas suportes das qualidades. Se a própria transformação da forma dos objectos é causada pela evolução das condições de existência, é nesta que devemos procurar o sentido significativo das suas qualidades. Para compreender o mecanismo destas condições de existência determinantes procuremos estabelecer um paralelo entre meditação teórica e observação prática e regressar ao exemplo, citado anteriormente, do copo e da cadeira: ao primeiro olhar sobre o mundo vejo os objectos — copos, cadeiras, casas… — mas não vejo as suas qualidades nem as leis que as regem — as necessidades e as funções (estabilidade, resistência, comodidade, etc. …) — estas só as posso observar, sentir e compreender, demoradamente, insistentemente, através das minhas experiências … e observa-las não no objecto fixado, fixo diante de mim, mas nas suas condições preexistentes, progressivamente elaboradas. Quando no seu ensaio «A Evolução Criadora», Bergson (1859-1941) escreve que «no nosso primeiro olhar sobre o mundo vemos as qualidades», engana-se e a prova de que ele se engana, é que as não vê, nomeadamente quando, na falta duma anterior elaboração, olha a obra de Arte. Se ele as sentisse não diria que para haver Arte basta haver objecto e haver sujeito. Porque se alguém «vê» as qualidades, não é no objecto nem no espírito, é nas condições de existência presentes sob a forma de relações — de proporções matemáticas, geométricas no caso da Arte Plástica — ainda que, numa ilusão de imanência, ele não o creia e afirme o contrário.» 

© Nadir Afonso

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Laura Afonso

    Centro de Artes Nadir Afonso em Boticas

  • Anónimo

    E estas chávenas podem ser adquiridas onde? :)

  • Anónimo

    Gostaria de saber se tem mais imagens sobre os IV ...

  • Laura Afonso

    Sim, divindade egípcia, Thot ou Thoth

  • Mario Ricca

    Será THOTH , a divindade egípcia ?

Links

Autobiografia_Nadir Afonso

Blogs

Sites Nadir Afonso

Links

blog.com.pt

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D