Segunda-feira, 24 de Setembro de 2012

Place Rouge

© Nadir Afonso


publicado por Laura Afonso às 10:03
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 4 de Julho de 2012

Storm Bay

 

© Nadir Afonso

 


publicado por Laura Afonso às 12:04
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 9 de Abril de 2012

Conchas

 

 

 

© Nadir Afonso

 


publicado por Laura Afonso às 23:44
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 1 de Julho de 2011

Rivage de Capri por Nadir Afonso

 

 

 

© Nadir Afonso

 

 

 


publicado por Laura Afonso às 12:22
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 24 de Junho de 2011

O meu olhar azul como o céu

O meu olhar azul como o céu
É calmo como a água ao sol.

Alberto Caeiro (Fernando Pessoa)

 

© Nadir Afonso

 


publicado por Laura Afonso às 11:28
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 5 de Junho de 2011

Baía Blanca

© Nadir Afonso

 

 

 

 


publicado por Laura Afonso às 16:00
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 28 de Maio de 2011

Silices

 

 

 

© Nadir Afonso

 

 


publicado por Laura Afonso às 16:17
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 22 de Maio de 2011

Zoo

 

© Nadir Afonso

 

 

«Les prés remontent aux hameaux sans coqs, sans enclumes. L'écluse est levée.

Ô les calvaires et les moulins du désert, les îles et les meules.
Des fleurs magiques bourdonnaient. Les talus le berçaient.

Des bêtes d'une élégance fabuleuse circulaient.

Les nuées s'amassaient sur la haute mer faite d'une éternité de chaudes larmes.»

Arthur Rimbaud

 

 

 

tags: , ,

publicado por Laura Afonso às 15:04
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 13 de Janeiro de 2011

Atlanta por Nadir Afonso

 

 

© Nadir Afonso


publicado por Laura Afonso às 15:45
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 2 de Dezembro de 2010

Siena de Nadir Afonso

 

 

© Nadir Afonso


publicado por Laura Afonso às 22:07
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 28 de Novembro de 2010

Les Fleurs Terribles

 

 

 

© Nadir Afonso


publicado por Laura Afonso às 17:31
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 22 de Novembro de 2010

Zoroastro

 

 

© Nadir Afonso

 


publicado por Laura Afonso às 18:26
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 18 de Junho de 2010

Washington

 

 

© Nadir Afonso


publicado por Laura Afonso às 12:30
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 30 de Abril de 2010

Nadir Afonso - Sem Limites / Without Limits (5)

TEXTOS DE  ADELAIDE GINGA

 

 

 

 

O PRÉ-GEOMETRISMO / PRE-GEOMETRISM

 

 

Durante o período em que trabalha e contacta com a obra de Le Corbusier, Nadir Afonso inicia a realização de uma série de telas dedicadas à composição geométrica. A pre­sença influente mas impositiva da arquitectura na sua vida profissional, em confronto com a crescente necessidade de dedicação à pintura, leva-o a desenvolver uma filosofia estética. Teoriza sobre as suas preocupações com a har­monia e a necessidade de descobrir a essência do que acredita serem leis universais na arte. Concentra-se nas formas geométricas e dá-lhes exclusivo protagonismo nas suas criações plásticas. As suas linhas-limites são definidas com rigor. A paleta reduz-se, com preferência pelas cores primárias. Através de um cromatismo afirmativo e vibrante dá vida às figuras geométricas que elege: quadrados, círculos, triângulos, rectângulos. Em superfícies planas, de cores lisas e neutras, as figuras geométricas são dispostas de forma individualizada e conjugadas em múltiplas variantes como num jogo de "blocos lógicos", por vezes com sobreposições que fazem nascer, entre as formas elementares e os espaços intermediários, outras formas complementares. A matemática ganha definitivamente na obra de Nadir uma importância determinante, a geometria é dela fruto e a harmonia das relações de proporção e de modulação no espaço só podem ser alcançadas pela sensibilidade da via intuitiva, fruto da experiência artística. Esta série de obras será depois desen­volvida já durante a sua estadia no Brasil, traduzindo uma outra dinâmica no espaço e uma maior vibração.

 

 

During the period in which he was working and in contact with the Le Corbusier’s oeuvre, Nadir Afonso began a series of paintings dedicated to geometric composition. The influential but demanding presence of architecture in his professional life, which worked against his growing need to devote himself to painting, led him to develop an aesthetic philosophy. He theorised about his preoccupations with harmony and his need to discover the essence of what he believed to be the universal laws of art.

He focussed on geometric forms and granted them an exclusive place in his work. His lines-limits are rigorously defined.

He limited his palette, showing a preference for the primary colours. Through the use of an affirmative and vibrant chromaticism, he gave life to the geometric shapes that he chose, which included squares, circles, triangles, and rectangles. On flat surfaces, painted in soft, neutral colours, the geometric shapes are arranged in an individualized manner and combined in multiple variants, as in a game of “logical blocks”, at times containing overlappings that give rise to other complementary shapes among the elementary forms and intervening spaces. Mathematics definitively acquired a decisive importance in Nadir's work; geometry was the fruit of this interest and the harmony of the relations of proportion and modulation in space could only be achieved through the sensibility of the intuitive route, the fruit of artistic experience. This series of works would later be developed during his stay in Brazil, where he conveyed a different dynamic in space and a greater sense of vibration.

 

 

 

© Nadir Afonso - Composição Geométrica 

 

 

 

 

PERÍODO BARROCO / BAROQUE PERIOD

 

 

Conquistado o caminho do abstraccionismo, um novo referente surgiu como estimulante desse conceito operativo: a arquitectura barroca da cidade do Porto. Ainda que a pintura se tenha tornado na sua actividade de eleição, a arquitectura afirma-se como um foco de atenção por excelência. Nos anos passados no Porto, a expressiva presença do Barroco, no interior e exterior dos edifícios civis e religiosos, suscitou impressões sensoriais que leva­rão a novas concepções formais no sincretismo com a modernidade. As composições neo-barrocas de Nadir evo­cam mesmo alguns dos motivos tradicionais como floras e espirais, em interpretações estilizadas e geometrizadas que inicia em finais de 40 e desenvolve, na sua maioria entre 1953 e 1955. Os elementos pictóricos são trabalhados numa síntese de três a quatro cores lisas, em abordagens formais, como arabescos e formas contorcidas. O recurso a linhas rectas, articuladas com curvas e contracurvas, repetidas em paralelismos e antíteses, sugere o movimento do conceito deleuziano: "o traço do barroco é a dobra que vai ao infinito".

 

 

Having conquered the path of abstraction, a new referent emerged to serve as a stimulus for this working concept: the baroque architecture of the city of Porto. Although painting had become his activity of choice, architecture asserted itself as a focus of attention par excellence. In the years that he spent in Porto, the expressive presence of the Baroque, both inside and on the outside of civil and religious buildings, awakened sensory impressions that would lead him to new formal conceptions

in the syncretism with modernity. In stylized and geometrized interpretations that he started in the late 1940s and largely developed between 1953 and 1955, Nadir's neo-baroque compositions even evoke some traditional motifs sue h as floral and spiral patterns. The pictorial elements are elaborated in

a synthesis of three to four plain colours in formal approaches that include arabesques and twisted shapes. The use of straight lines, linked by curves and counter-curves, repeated in porallel formations and antitheses, suggests the movement of the Deleuzian concept: "the characteristic of the Baroque is the fold that goes on to infinite".

 

 

© Nadir Afonso - Flora 

 

  

 

 

PERÍODO EGÍPCIO  / EGYTIAN PERIOD

  

Quase em paralelo com o abstraccionismo neo-barroco e a abordagem formal explorada no âmbito desse conceito, uma nova reinterpretação histórica ganha corpo no processo criativo de Nadir, dando sequência ao trabalho anterior.

O mundo do antigo Egipto torna-se mote de uma série de pinturas com títulos que evocam este novo tema. A mitolo­gia egípcia, a escrita hieroglífica, a Natureza, são fontes de interesse com simbologias que servem um momento de transição, sob o qual se assiste ao elencar de fundamentos estéticos e formais até então conquistados. Período de pesquisa que corresponde à estadia no Brasil, ao regresso

a Paris e à decisão de voltar a Portugal. Os princípios de beleza, proporção e ordem, elegidos na busca do desígnio que é a harmonia, são experimentados em novas direcções no domínio dos conceitos de espaço e tempo. Após Friso do Falcão, de 1950, e as composições "pré-geométricas", que desenvolve em paralelo na primeira metade dos anos 50, Nadir avança, durante a segunda metade dessa década, em ensaios como Offrande e Jeux, estabelecendo desafios de repetição aplicados a alterações cromáticas, de escala e de orientação com vista à descoberta de linhas orienta­doras e um novo sentido de equilíbrio.

 

 

Almost in parallel with the neo-baroque abstraction and the formal approach explored within the scope of this concept, a new historical reinterpretation took shape in Nadir's creative process that followed on from his previous work. The world of ancient Egypt became the motif of a series of paintings with titles that evoked this new theme. Egyptian mythology, hieroglyphics, and nature are sources of interest possessing symbologies that serve a moment of transition which facilitates the cataloguing of aesthetic and formal foundations that had been previously mastered. This was a period of inquiry that corresponded to his stay in Brazil, his return to Paris, and his decision to return to Portugal. The principles of beauty, proportion and order, chosen in the search for the goal, which is harmony, are tried out in new directions involving the mastery of the concepts of space and time. After Friso do Falcão (1950), and the "pre-geometric" compositions, which he developed in parallel in the first half

of the 1950s, during the second half of that decade Nadir progressed with experiments such as Offrande and Jeux, in which he set challenges involving repetition applied lo changes in chromaticism, scale, and orientation with a view to uncover­ing guidelines and a new sense of balance.

 

 

 

© Nadir Afonso - Friso do Falcão

 

 

 

 


publicado por Laura Afonso às 15:18
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 8 de Abril de 2010

Exposição de Nadir Afonso no Museu Soares dos Reis no Porto

 


publicado por Laura Afonso às 19:11
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 29 de Março de 2010

Nadir Afonso em Castelo Branco II


publicado por Laura Afonso às 15:45
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 28 de Março de 2010

Nadir Afonso em Castelo Branco I


publicado por Laura Afonso às 22:30
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 15 de Março de 2010

Montreal

 

© Nadir Afonso

 

 


publicado por Laura Afonso às 22:44
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 15 de Fevereiro de 2010

O Privilégio dos Caminhos

 

 

© Nadir Afonso

 

 

 

 


publicado por Laura Afonso às 19:45
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 8 de Fevereiro de 2010

Lubeck

© Nadir Afonso

 

 


publicado por Laura Afonso às 09:33
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 4 de Fevereiro de 2010

Livros - NADIR FACE A FACE COM EINSTEIN – NADIR AFONSO

por: Mário Chaves

Publicado em ARQ/A - Revista de Arquitectura e Arte

Descobria-se a física quântica e a relatividade, quando Nadir era menino. Nesse tempo Einstein estava no seu zénite. É numa situação possível na relatividade de facto estarem face a face a discutirem a sublimação das aparentes impossibilidades e contradições do que é então relativo mas não contraditório. O tempo, esse enigmático ser, que na sua existência se prova a nossa condição, é o verdadeiro protagonista deste confronto. Em ambos o tempo deu dimensão à existência e espessura à ideia. Face a face é genial, uma vez que é corajoso o embate, introduzindo novas leituras sobre a grandeza da Relatividade e do pensamento Quântico. Nadir é um herói, ao desafiar-se ao longo da vida nesta necessidade de clarificação do que o inquietou nesta aventura maior de provar o desafio do tempo, porque este só existe quando um corpo se desmaterializa e é luz ao segundo na vertiginosa velocidade dos 300 000 km/s. E se Einstein foi ainda relativista quando pretendeu que a velocidade da luz fosse constante, pode agora Nadir adiantar que a incerteza é de facto um princípio certo, porque foi a física explicada e demonstrada em princípios clássicos, aos quais Nadir pode agora acrescentar a dinâmica da reflexão de que mais que tudo, o tempo é relativo. É uma obra maior da clarividência lusa, onde a luminosidade da sua pintura de um mundo determinista, tem uma visão quântica. Tudo é então relativo, quando o paquete que face a si, já lá não esta.

 (…)

 

 

 

Jan 2010

 


publicado por Laura Afonso às 18:32
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 14 de Janeiro de 2010

Luanda

© Nadir Afonso

 


publicado por Laura Afonso às 20:13
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 8 de Março de 2009

Saga - Japão

 

© Nadir Afonso

publicado por Laura Afonso às 00:34
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Terça-feira, 30 de Setembro de 2008

As Amantes de Lucifer de Nadir Afonso

© Nadir Afonso


publicado por Laura Afonso às 11:39
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 16 de Abril de 2007

Exposição de Nadir Afonso_ Galeria António Prates - Lisboa

070416_DRA_0127

 

 Foto "página Oficial Presidência da República Portuguesa"


 

070416_DRA_0107

 Foto "página Oficial  da Presidência da República Portuguesa"


 

070416_DRA_0096

 Foto "página Oficial  da Presidência da República Portuguesa"

 


 

Exposição de Nadir Afonso

A Senhora Doutora Maria Cavaco Silva visitou a exposição de pintura de Nadir Afonso, patente na galeria de arte contemporânea de António Prates, em Lisboa.

 


publicado por Laura Afonso às 20:46
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 5 de Abril de 2007

Espacillimite - Nadir Afonso

espacillimite copy

- (c) Nadir Afonso

 


 


publicado por Laura Afonso às 23:11
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Place Rouge

. Storm Bay

. Conchas

. Rivage de Capri por Nadir...

. O meu olhar azul como o c...

. Baía Blanca

. Silices

. Zoo

. Atlanta por Nadir Afonso

. Siena de Nadir Afonso

. Les Fleurs Terribles

. Zoroastro

. Washington

. Nadir Afonso - Sem Limite...

. Exposição de Nadir Afonso...

. Nadir Afonso em Castelo B...

. Nadir Afonso em Castelo B...

. Montreal

. O Privilégio dos Caminhos...

. Lubeck

. Livros - NADIR FACE A FAC...

. Luanda

. Saga - Japão

. As Amantes de Lucifer de ...

. Exposição de Nadir Afonso...

. Espacillimite - Nadir Afo...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds