Domingo, 13 de Fevereiro de 2011

«Casa sobre o mar»

Trabalho de autoria de Nadir Afonso que mais tarde Fernando Távora apresentou (em 1952) no CODA como se de um trabalho seu se tratasse. Nesta data Nadir encontrava-se no Brasil.

 

 

 

Referências a este trabalho em:

 

 http://arkitectos.blogspot.com/2007/03/arq-fernando-tvora-do-porto-para-o.html

 

http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=425889

 

http://blaubooks.com/auctions/bid/528

 

 

 

 

«Nadir Afonso depois de terminar os estudos de arquitetura no Porto, trabalha no ateliê de Le Corbusier e com um projecto realizado sob orientação deste arquiteto defendeu tese no Porto em 1948.

Encontrando-se a passar uma temporada em Portugal, Nadir cruzou-se com Fernando Távora que lhe pede para o acompanhar ao seu ateliê (na Praça D. Filipa de Lencastre) e lhe ajudar a resolver um problema num projeto de arquitetura, apelo ao qual Nadir Afonso acede imediatamente.

Nadir Afonso tinha larga prática do exercício de arquiteto e como é dito já tinha obtido o diploma de arquiteto e até uma perspectiva do Bloco de Marselha de sua autoria realizada no atelier de Le Corbusier tinha sido publicada na revista «L'Architecure d'Aujourd'hui».

Fernando Távora pertencia a uma família influente e com grande facilidade de angariar projetos apesar de ainda não ser arquiteto.

Fernando Távora convida Nadir para com a sua prática e experiência concretizar uma série de projetos. Lembramos que nem Távora nem Lanhas (colega da Escola de Belas-Artes e de ateliê de Távora) possuíam prática de arquiteto ou os respectivos diplomas. Fernando Távora obtem o diploma com a apresentação do trabalho acima reproduzido e Lanhas só obteria o diploma em 1963. (http://arquivo.fba.up.pt/alumniF.html)


Na breve passagem de Nadir Afonso por esse ateliê trabalhou como arquiteto e a sua acção não esteve reduzida a “aguarelador”, “desenhador” ou qualquer outro trabalho subalterno.

Nesse período Nadir Afonso elaborou pelo menos três projetos de arquitetura antes de partir novamente para Paris. Nenhum dos projetos foi construido e recentemente soubemos que Fernando Távora assumiu a autoria dos projectos sem referir Nadir Afonso. Fernando Távora apresentou para CODA um trabalho concebido e realizado por Nadir Afonso e quem atribui o papel de “aguarelador" e sem dar qualquer conhecimento ao autor.

Nadir Afonso regressa a Paris em finais de 1950 onde volta a trabalhar com Le Corbusier e nunca mais viu Fernando Távora.

Nadir Afonso nunca se interessou em realizar carreira de arquiteto mas isso não é razão para outros se apropriarem do seu trabalho».


publicado por Laura Afonso às 11:24
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 9 seguidores

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Visita ao Museu de Arte C...

. Açores

. Museu de Arte Contemporân...

. No Centro de Artes Nadir ...

. Nadir Afonso em Chaves

. Nadir Afonso em Castelo B...

. Reflexos no Museu

. Convite

. Figuras fabulosas

. «Nadir Afonso: Arquitetur...

. Exposição - Nadir Afonso,...

. Convite para a exposição ...

. Nadir Afonso: Arquitetura...

. Trágedia

. Serpente

. Ópera

. Sevilha

. Apoie esta Petição. Vamos...

. Vamos salvar o edifício d...

. Destruição da Panificador...

. Lille

. Exposição de Nadir Afonso...

. Ópera

. Visita ao Museu de Arte C...

. Carnavalescas

. Panthéon

. Universidade Suiça de EPF...

. Siena

. O Galo

. Cidade do Sol Nascente

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds