Sábado, 22 de Setembro de 2007

Boticas - Nadir Afonso


publicado por Laura Afonso às 22:41
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Tupamaro a 21 de Outubro de 2007 às 00:22
Que Vaidade, ó «Botiqueiros»!

Tivestes cá uma Sorte!

Mas merecei-la!


Tupamaro


De jcb a 20 de Março de 2012 às 13:08
Óptimo! Aí estão o vale, os campos lavrados, a inclinação exacta dos montes em redor, o horizonte carregado e simultaneamente de um azul de água iluminada, a árvore insinuada das metáforas, o conjunto das linhas -- tensas, vagarosas -- a marcar as zonas de cumeada, de encosta, de talvegue. Excelente! Não sei se merecíamos (penso que sim) -- mas, sim, isso é certo, é de ficarmos gratos.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14
15

16
17
19
21
22

23
25
27
29

30


.posts recentes

. Zoroastro

. De Le Corbusier para Nadi...

. Símbolos de cor

. Nadir Afonso: Eros

. Sol escaldante

. Antropomorfismos

. Nadir Afonso - Eros no Ce...

. Nadir Afonso - Eros

. Desiquilíbrios

. Desiquilíbrios

. Museu Nadir Afonso em Cha...

. Dubnio

. Cristália

. Maria Barroso, uma grande...

. Conchas

. Tâmega

. Pequim

. Chaves

. Lisboa de Nadir e Santo A...

. Cracóvia

. Coimposição Irisada

. Nadir Afonso: A obra de u...

. Chaves

. Embriaguez

. Panificadora em Chaves, p...

. Álvaro Siza: Nadir parale...

. Desenho de arquitectura, ...

. Salamanca

. Tragédia

. Demogorgon

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds